Conto Erótico: “Namorada na balada se esfregando em outro”

Adoro ser corno: conheça homens que têm prazer em dividir suas mulheres
4 de julho de 2021
Vai fazer anal? Saiba como estimular o ânus e alcançar o nível máximo do prazer.
1 de agosto de 2021

Conto Erótico: “Namorada na balada se esfregando em outro”

Olá! Vou relatar uma história que vivi com uma namorada.

Sou alto, 1,94 metros, corpo médio. Minha namorada,  1,65 metros, peitos grandes, cintura fina, coxas grossas, boca carnuda, sempre tive muito tesão por ela. Na época os dois tinham 21 anos. Nos conhecemos em uma festa: começamos a trocar olhares, aí eu cheguei junto e a gente ficou pela primeira vez. Nessa noite já notei que ela gostava de sarrar. Enfim, depois dessa noite começamos a namorar, mas nosso namoro começou a distância, e nos víamos a cada 15 dias. Nesses dias a gente aproveitava pra matar a saudade/vontade.

Assim que conheci ela, me apresentou a seus amigos, eu a apresentei aos meus, enfim, cada um se integrou aos amigos um do outro. Percebi que o grupo de amigos dela era de longa data, e que eles tinham certa intimidade para brincar uns com os outros, tipo tirando onda dos vergonhas e vexames que cada um já deu no passado. Tinham também o hábito de dançar uns com os outros (forró no caso), então eu dançava com as amigas dela e ela dançava com os seus amigos, isso já era normal entre o grupo. Então foi nesse clima que aconteceu uma experiência nova pra mim, em uma noite dessas.

Numa noite que marcamos pra sair em 4 pessoas, 2 casais. Detalhe que nessa noite ela ia chegar de viagem e já iríamos direto pra festa, ou seja, ela tava cheia de vontade de dar. Ela como sempre, gostava de sair provocante, e eu tinha tesão que ela saísse assim.

Na balada com minha namorada se esfregando em outro homem

Nessa noite pedi que não usasse sutiã, e ela concordou, então vestiu uma blusinha justa, e uma calça daquelas que ficam coladas ao corpo. Estava um tesão, quando andava, o balançado dos seios dela, bem empinados, já me deixava de sangue quente. Chegando lá encontramos os amigos dela,  com um vestido muito curto todo colado, gostosa pra caramba. Ela tinha uns peitos grandes e gostosos e um ar de safada também, e amigo junto com ela.

Quando fomos chegando perto, notei que ele percebeu que minha namorada tava sem sutiã, notei também que ele não conseguia tirar o olho daquele balançado gostoso dos peitos dela. Então entramos no clube, lotado, e começamos a beber, dançar e conversar de vez em quando, num clima bastante descontraído.

 

Madrugada a dentro, as cervejas começaram fazer efeito, e a gente foi ficando mais soltos. Então minha namorada e a amiga combinaram de cada uma dançar uma música com o namorado da outra. O forro começou e eu peguei amiga pra dançar e namorado da garota pegou minha mulher e começamos. Então a música acabou, fomos pegar mais cervas, e continuamos bebendo. Então teve uma hora que minha namorada tirou o namorado da amiga pra dançar, mas eu tava meio cansado, não peguei amiga, resolvi ficar olhando os dois.

Foi aí que notei que minha namorada e o cara estavam um pouco próximos demais pro meu gosto, naquele escuro, fui percebendo que os dois estavam altos do álcool no sangue e não estavam ligando muito pras pessoas ao redor, afinal, já tinham se esfregando a noite toda dançando. De repente notei que os dois estavam tão encaixados que a perna de rapaz tava roçando a xoxota de dela na cara dura, e ela por sua vez, com certeza tava sentindo o pau dele na sua coxa, já que a calça era de tecido muito fino.

Nesse momento fui sentindo meu pau endurecer. Uma sensação muito estranha aquele tesão de ver aquela cena. Então fui subindo o olho e percebi que os bicos dos peitos de minha namorada estavam duríssimos a ponto de ficar marcados na blusa, e ao mesmo tempo namorado da amiga tava com uma blusa de tecido fino. Percebi que ela tava esfregando os peitos no peitoral dele, totalmente encaixada em seus braços. E ele estava com as mãos em sua cintura, segurando com tanta força que eu via as marcas dos dedos na pele dela.

A forma com que ele agarrava firme sua cintura deixava claro quem estava dominando a situação. E ela estava com o corpo totalmente inclinado pra frente, colada com ele. E eu ali presenciando aquela cena, com o pau já estourando de tesão, puxei amiga pra dançar e continuei vendo tudo. A forma com que ele agarrava a cintura de minha namorada e a puxava pra perto me deixou doido. Quando vi o rosto dela, percebi que os dois estavam de rosto colado, o suor escorrendo da testa, um sentindo a respiração do outro, e o olhar fixo, como se nada mais existisse no mundo, aí percebi um detalhe que me deixou de pernas tremendo: o suor dos dois estava se misturando e escorrendo pelo pescocinho dela, e descendo pelo meio dos seus peitos.

Aquilo me deixou maluco, ver aquele cara derramando suor nela do mesmo jeito que eu faço quando estamos transando. Depois notei que o rapaz puxava ela as vezes com mais força, e ela dava um tapa nos ombros dele, com cara de safada, fingindo que não gostava, e logo em seguida eles se encaixavam novamente. Ficaram assim por 4 ou 5 músicas seguidas, então finalmente a amiga chegou no namorado e o tirou pra dançar.

Quando minha namorada veio em minha direção, percebi que ela tava sem fôlego e com os bicos dos peitos totalmente duros, o suor escorrendo pela cara. Ela me deu uma olhar de safada e veio me abraçar, tomou um gole de cerveja e continuamos a noite, eu de pernas bambas pela experiência que tinha acabado de ter, e peguei ela pra dançar, toda suada, e fiquei reparando na visão que o rapaz estava desfrutando, do seu decote e do seu colo todo molhado de suor, mas fingi que não tinha visto nada do que havia acabado de acontecer.

Chegando em casa, o pau já estourando, não perdi tempo e avancei sobre ela, beijando a boca e o pescoço, sentindo o cheiro dela misturado com seu suor, ao mesmo tempo com aquela sensação nova, estranha e forte. Inexplicável. Só sei que lambi com muito prazer os seus peitos, contornando eles, passando a língua nos biquinhos, na auréola, etc. E quando tirei sua calcinha pra meter a língua na sua buceta, estava completamente ensopada daquele melzinho dela misturado com suor, já que passou a noite dançando. Tenho certeza que já fazia tempo que aquela buceta tava daquele jeito, e posso apostar que começou quando ela tava sentindo a rola do outro na coxa e com a perna dele no meio das suas.

Eu nunca havia visto minha namorada fazer nada parecido, e não tinha ideia que ia gostar tanto de presenciar aquilo. Ver os dois se esfregando, molhados de suor, minha namorada esfregando os peitos no corpo de outro homem me deixou louco de tesão. Desde esse dia comecei a apreciar ver ela em situações desse tipo, e ainda vou contar mais outras experiências que tivemos.

3 Comentários

  1. Jacqueline disse:

    Esse é nosso fetiche TB..muito excitante……

  2. Alex disse:

    Meu também jack

  3. Marcelo disse:

    Procuro mulheres e casais, para brincadeiras deliciosas e muito prazerosas. Tenho 48 anos, moreno claro, moro em Niterói/RJ, meu Whatsapp (21) 97881-8720.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *