Costumes sexuais da Antiguidade

Oxitocina: o hormônio do amor
25 de setembro de 2017
Depressão Amorosa: o que fazer quando cair nessa armadilha psicológica
5 de outubro de 2017

Costumes sexuais da Antiguidade

Da Antiguidade até os dias de hoje, as relações sexuais mudaram muito, agregando novos hábitos e condenando outros.

Vamos ver alguns costumes sexuais da Antiguidade que atualmente seriam considerados estranhos.

 

7# O imperador com hábitos estranhos

O Imperador romano Tibério, que esteve no poder entre os anos 4 e 37, teve uma vida sexual bastante tumultuosa. Ele construiu um local onde fazia com que jovens tivessem relações sexuais na sua frente, sendo ele espectador e participante.

 

6# Nada de beijo

Entre os gregos e romanos aristocratas, o beijo entre homens e mulheres era mal visto. Mas os maridos costumavam beijar suas esposas quando voltavam de uma festa para que elas detectassem a quantidade de álcool ingerida por eles. O costume caiu em desuso quando surgiram os banhos romanos e muitos cidadãos começaram escovar os dentes com urina.

 

5# Popularidade do sexo anal

Durante a época greco-romana, o sexo anal era uma prática extremamente comum, visto como uma forma segura de ter prazer sexual evitando uma gravidez indesejada. No entanto, quando o assunto era adultério, a lei estabelecia que a vítima poderia sodomizar o culpado.

 

4# O Egito e a liberdade

No Egito, os hábitos sexuais eram muito liberais. Embora o adultério fosse duramente castigado, homens e mulheres solteiras poderiam ter relações sexuais com quem quisessem. Além disso, existiam prostitutas, que não sofriam preconceito e não carregavam a carga negativa que carregam hoje. Era necessário que as mulheres tivessem relações sexuais antes do casamento para que conhecessem melhor o mundo.

#3 O Incesto no Egito

O incesto não era algo comum entre a população egípcia, a menos que você fosse da realeza. O sangue real corria nas veias das mulheres e, para que um homem pudesse se tornar faraó, ele devia se casar com uma mulher da realeza, ou seja, sua irmã ou irmã de criação.

#2 Sexo depois da morte

Os egípcios acreditavam que depois da morte, além de vida, havia também vida sexual. Por esse motivo eram amarrados pênis falsos nos defuntos homens e mamilos nas mulheres.

#1 Salada poderosa

Para os gregos, a alface era considerada um poderoso alimento, com propriedades afrodisíacas, assim como a cenoura. Os gregos acreditavam que a alimentação exercia um grande poder sobre relações sexuais.

 

 

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *