Uma história deliciosa no Mistura Certa

Transando com a colega de trabalho
18 de janeiro de 2018
Segurança no swing para casais iniciantes
30 de janeiro de 2018

Uma história deliciosa no Mistura Certa

Rio

Rio de Janeiro foi a cidade escolhida para a tão esperada comemoração, um ano de puro tesão no meio da Putaria com ética.
Locamos um “apzinho”, fizemos um enxoval, nos cadastramos num site local.

Praia de São Conrado, quiosque, cervejinha, Isak no wats com pretendentes e eu no site.

Isak põe o pau para fora, teso, uma rocha, ali mesmo, sem vergonha, ordinário, escancarando tesão.
-Olha como tu me deixas, minha puta, hoje tu vais trepar pra caralho!

Vestidinho azul, salto alto, pulseiras, brincos, anéis. Montada, vestida para gozar.

No Mistura Certa

Chegamos no Mistura Certa, casa bonita e refinada, a guia nos apresentou a casa, ambientes distintos para swinguers e para menagers, atendimento show. Na chegada nos sentimos em casa, “SQN”, talvez por ser cedo a casa estava um pouco vazia, o clima era de romance, casais se beijavam, conversavam e nós à caça.

Uma cervejinha e partiu fumódromo, lá havia alguns casais e alguns solteiros, escolhemos uma mezinha, Isak me beijava provocantemente, percorria meu corpo com as mãos, com carinho pegado de tesão animado. Olhei para a esquerda e um rapaz tipo 30 e poucos anos, bonito, conversava com casais, nossos olhares se encontraram, envergonhada voltei o rosto para o meu Isak e sorri “sapecamente”, continuamos o beija beija e passa mão, não resisti e olhei de novo, desta vez sorri e o rapaz devolveu o sorriso maliciosamente.

 

Tesão na pista

-Vamos puta, hora de dar um pouquinho, tá quase na hora de abrir a cama.

Catamos uma mesa na pista, ainda nos sentindo um pouco tímidos, cheios de vontade de foder ali mesmo. Logo um solteiro chega junto.

-Tu és o Isak e ela a Isa?
-Buenas tchê, somos.
-Reconheci pelas fotos, Isa é muito linda.

Ui, me enchi de tesão, a fantasia de ser reconhecida, start no meu lado exibicionista. Beijei Isak e meti a mão no caralho do solteiro, hora do termômetro…huumm senti o pau quase pronto. Isak foi buscar uma cerveja e me deixou ali com o solteiro, aproveitei para deixa-lo a par das nossas convenções, todo casal tem suas regrinhas, eles são importantes para manter a ordem dos sentimentos.

– Isa, pega essa comanda e busca uma dose do whiskey mais barato da casa. Não! Hoje vou beber o meu preferido, noite de comemoração não tem mixaria. Vai, quero ter ver desfilar na pista minha puta.

Fui…segura de mim, da minha feminilidade, da minha sensualidade, do meu sex appeal. Atravessei a pista sobre holofotes. Voltei dançando num passinho cheio de sedução, olhos nos olhos do meu macho que sorria encantando me fazendo sentir a musa da casa. Tudo em mim é o tesão que ele sente, tudo em mim é o amor que sinto, tudo em mim somos nós.

 

Abrindo a cama D4

Descerramento dos ambientes, Isak prontamente me leva para o camão, aqui chamam Cama de Baco, me põe sentadinha, boquete de “vai começar a noite”.
-Isa o cuida do amigo, ele veio para te comer, chupa ele minha vadia amada.

Ajoelhei e chupei, chupei o pau dele e de outro, mais um, mais dois. Isak faceiro cada vez mais excitado.

-Levanta Puta, dá pra ele, deixa ele te comer, quero-te ver fodendo com esses cariocas. Quero ver a Isa gozar. Vai arrebita essa bunda.

E assim começamos a noite, abrindo a cama D4.

Resolvemos dar um rolé e conhecer outra casa mas acabamos voltando, durante a ida rolou uma história que será contada com detalhes em outo texto, foi excitante pra caralho e estressante também, um mixto de ousadia e tenção, tipo roteiro de  Quentin Tarentino.

No fumódromo

Aquele cigarrinho pós trepada.
No fumódromo ele, o rapaz do sorriso, estava sentado exatamente no mesmo lugar ao lado dele uma mulher. Eu cheguei chegando, Isa sendo Isa.

-Estás aqui ainda? Te procurei lá embaixo.
Senti a mulher me olhar desaprovando e aprovando no próximo instante, nem lembro o que ele respondeu tamanho susto que levei. Interagir com casais para mim é um pouco complicado já que o não curtimos troca, swing não é a nossa, curtimos ménage masculino, somos totalmente heteros, apaixonados e despudorados. Fiquei totalmente desconcertada mas Isak segurando minha mão faz com que me concerte rapidinho.

-São um casal? Desculpa a minha ousadia.

-Tudo bem, fiquem a vontade, eu te empresto.

-É…hum…mas não curtimos, achei que ele era solteiro.

-Eu gosto de olhar, se ele te quer e o teu marido quer ver. Sem problemas.

-Sério?

O rapaz era sem sombra de duvida o mais bonito na casa, bem alinhado, energia leve e com o tesão no olhar.
Blá blá blá. Blá blá blá

-Puta ela disse que quer te ver com o marido, faz a vontade, fica a vontade, minha louca putana.

 

No tatame

Fomos para o Tatame, o maior camão que já vi em uma casa do ramo, em “L”, no reservado para casais. A esposa sentou ao lado, numa posição estratégia para acompanhar o olhar do marido, Isak em pé no lado oposto.

-Abre as pernas minha Isa, deixa ele te meter de frango assado.

M. o marido de R. se ajeitou entre minhas pernas e mandou ver, fodeu goxxxtoso, gozou lindamente me fazendo gemer e revirar os olhinhos, deixando a esposa e o Isak orgulhosos e felizes com tanta cumplicidade e desejo.

Felicidade encontrar pessoas como a gente, que tu sentes no olhar a paixão, o respeito, a entrega.

 

Ainda tem mais

Finalizamos a noite em casa, os quatro. Pois é, pois é…

Sentadinha na pontinha da cama, chupando o caralho tesudo do M. vivenciei um dos momentos mais lindos da noite, ele estendeu o braço trazendo R. a esposa para junto, olhou-a nos olhos totalmente cumplice e a beijou sem perder o compasso da trepada. Ai o bixo pegou fogo, M. montou em cima, Isak me chamava de minha puta vadia… QuE gozo…R. deitada ao meu lado, me olhou nos olhos, a beijei com carinho, um beijo de obrigada.
D4 depois DP pegada, molhando o colchão, mais uma vez R. e Isak curtindo de pertinho.

Viva a nossa vontade, somos combustível e comburente.

Lála tem um papel impotante nessa história.
Quem é Lála?
Depois eu conto.

Boa noite.

Sra. Isa

41 Comentários

  1. Guilherme disse:

    Olá sou me chama 971751687

  2. Carlos disse:

    Nossa! Como adorei o conto! Sou do Rio e adoraria conhecê-los melhor..minha esposa é muito careta, como eu sinto saudades da época que frequentava o MC! elloco33@gmail.com

  3. Silva disse:

    Estou afim de ir no mc hj solteira

  4. José disse:

    Olá dizem que sou dotado.

  5. Leonardo disse:

    Ola eu e minha mulher curtimos swing, troca de casais, voyeur. Adoro assistir minha esposa transando gostoso.

  6. Marcelo Araujo Laurentino disse:

    Marcelo tel:(22)99906-9026
    Sou exagerado na cama😉.

  7. VIVI disse:

    Gostaria de experimentar sexo com casal, onde a mulher seja bi e seja totalmente ativa. Que o casal respeite os.limites e vontades.

  8. Marcelo disse:

    Ainda afim ?

  9. Andréa disse:

    Olá Silva gostaria mto de conhecer o ambiente. Poderíamos marcar de irmos juntas. Vou deixar o e-mail caso tenha interesse chama lá. Bjs. andreadconceicao@gmail.com

  10. Dengo disse:

    Olá gostaria de conhece um pouco desse mundo liberal 021992990387

  11. ksal novato disse:

    Olá, alguém que possa nos iniciar? Minha namorada está fantasiando transar com outra mulher, nós três e também com dois homens, ela eu e mais um ou dois. pode ser no mistura ou outro lugar.

  12. casal sedento disse:

    Oi Vivi, nós também, falta é quem. que tal entrar em contato? navegador556@gmail.com

  13. casal sedento disse:

    Vivi, vamos. minha namorada tá querendo muito isso

  14. Cristiane Guimarães disse:

    Aceito fazer trabalhar sexo a três

  15. Lpr disse:

    Leo
    21979564736

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *